Total de visualizações de página

terça-feira, 29 de abril de 2014

O eco



(imagem da internet)



Lembro-me de que quando criança tinha um gosto especial de ouvir o eco da minha voz em alguns lugares por onde passava. Era um gosto tão grande que eu chegava a parar no local e ficar testando a voz. Falava mais alto para sentir o eco, que era um mistério dos mais instigantes. 

Estava refletindo que hoje não sei se as crianças ainda buscam essa forma de explorar alguns fenômenos da física, ou seja o que for. Até eu não sei se existem ainda os locais que permitem esse tipo de experiência, em número tão abundante como quando eu era pequena. 

Acredito que o mundo está tão mudado, tão povoado, tão poluído que até o eco retirou-se para recantos mais solitários, onde há montanhas imensas que podem reverberar o som das aves e animais que morem naquelas bandas...

Nenhum comentário: