Total de visualizações de página

sábado, 10 de dezembro de 2011

E se minha vida fosse outra?



Sei que é impossivel viver duas vidas ao mesmo tempo. A cada um de nós é dado um roteiro pessoal que temos que levar a cabo, com uma certa liberdade em pequenos desvios de rota, ou até grandes mudanças que nem sempre dependem de nossa vontade.Mas enfim, vivemos uma só história, cada um tem a sua.
O que eu gostaria de saber, e me peguei pensando nisso agora, é como eu reagiria, por exemplo se por um acaso, minha vida tivesse a um determinado tempo, tomado um rumo totalmente diferente da minha tendência natural. Digo isso porque penso que vivo uma vida totalmente de acordo com meu temperamento. Agradeço a oportunidade que tenho hoje de usufruir de uma imensa liberdade, não aturar situações que a mim seriam como verdadeiros castigos. Mas o que digo agora sei que é bobabem. Vocês argumentarão que se a vida tivesse um roteiro diferente eu estaria dizendo a mesma coisa, talvez considerando-se que uma parte de nós (vamos chamá-la "ser essencial" ?) é o que prevalece, analisa e pode fazer considerações a respeito de seja qual for a nossa estória.  Bem, mas essa idéia chegou-me de repente e antes que ela se desvaneça, fica aqui o registro.



foto daqui:  http://photo.net/

2 comentários:

ze alberto disse...

Olá Sónia,

Agradeço muito o seu comentário no meu blog, acerca da dificil leitura dos textos...sim, a Sónia tem razão e já me chamaram a atenção sobre isso...mas a razão prende-se com o facto de eu escrever as minhas crónicas primeiro no Facebook e depois é que as transporto então para o blog, e como os tipos de letra são imcompativeis, o blog acaba por me servir apenas como depósito de textos.
Sei que não é muito agradável passar por lá e não poder ler os textos, mas hoje em dia acabei por me focalizar na redacção de textos no Facebook e o blog ficou em plano secundário.
Espero que esteja tudo bem por aí, um abraço!

sonia disse...

Obrigada pelo retorno, Zé Alberto. Já tinha até me conformado em não poder ler seus textos, dos quais gosto muito. Agora voltarei sempre a seu blog.