Total de visualizações de página

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Bacalhau a Gomes de Sá






Bacalhau à Gomes de Sá um pouco modificado (mas só um pouco!)



1 k de bacalhau do Porto
4 cebolas grandes em rodelas
4 dentes de alho (grandes) esmagados inteiros
½ pimentão verde em rodelas
2 k batatas
150g azeitonas pretas (portuguesas)
3 ovos cozidos


Coloca-se o bacalhau de molho numa vasilha coberta, com bastante água, na geladeira, com a parte da pele virada para cima, e por 2 ou 3 vezes ao dia troca-se a água. (eu deixei 1 ½ dia e ficou no ponto).


Depois de escorrida a água, cobre-se o bacalhau com água que se colocou a ferver e deixa-se nessa água quente por 20 minutos (fora do fogo). A seguir, escorre-se a água e tira-se a pele e todas as espinhas. O bacalhau deve ficar em lascas grossas, brilhantes (esse é o legítimo). Cobre-se com leite bem quente (usei 1 ½ l) e deixa-se de molho por 1 ½ a 2 horas).


Em uma travessa de ir ao forno (usei uma panela de barro) deita-se 300 ml de azeite extra virgem (pode misturar 200 ml de azeite e 100 ml de oleo de canola) e refoga-se a cebola, o alho e o pimentão.


Cozinha-se as batatas com casca, espera esfriar e corta em rodelas de 1 cm. Coloca-se as batatas mais as lascas de bacalhau que se retiram do leite, na travessa onde o refogado já deve estar pronto. Coloquei também as azeitonas (pode-se reservzr algumas para enfeitar no final)


Mistura-se e coloca-se no forno, por 10 a 15 minutos, regando com um fio de azeite.


Serve-se na própria travessa com azeitonas portuguesas e rodelas de ovo cozido. Joga-se um fio de azeite por cima, na hora de levar à mesa. Pode-se enfeitar com raminhos de salsa.


(Eu fiz algumas modificações a partir da receita original, como sempre, para que fiquem mais a meu gosto. O Sr. Gomes de Sá que me perdoe!)


Para acompanhar, apenas arroz branco e uma salada de folhas. E, é claro, um bom vinho fino tinto seco, de preferência português!







5 comentários:

peri s.c. disse...

Nham, nham, belo bacalhau !

ze alberto disse...

sim...e de preferência português! achei tanta graça à sua receita, mto gira :)

Karen disse...

Adoro bacalhau!

josépacheco disse...

caramba, sónia, que maravilha! tem ascendência portuguesa?

sonia disse...

Sim, José, sou neta de avó portuguesa, com certeza, nascida em Viseu. As pessoas que mais amei na vida: minha avó paterna e meu avô materno.
Abraço.