Total de visualizações de página

domingo, 20 de abril de 2008



O mar, a terra, o céu, trindade perfeita para se relaxar num final de semana. Foi o que fiz em março, no litoral norte.

9 comentários:

JG disse...

Tenho umas boas recordações de Santo André, em São paulo.
Só que não tem mar :(((
E eu aqui com mar tão perto, vejo-o da minha janela todos os dias.

Obrigado pela visita e beijo desde Lisboa, com todo este Atlântico no caminho

sonia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sonia A. Mascaro disse...

Faz bastante tempo que não vejo o mar... embora eu esteja morando defronte de um imenso "mar" de água doce!

Mário Franco disse...

'Ó mar salgado
quanto do teu sal
são lágrimas de Portugal...'


fernando pessoa

sonia disse...

eu sou ligada ao mar desde que nasci. O mar não cansa nunca. Seus movimentos,cores, formas e até o barulho das ondas se harmonizam com alguma parte de nós que nem mesmo sabemos qual, mas que nos chama mais e mais para perto dele.

JG disse...

Bem me parece que a menina anda um pouco preguiçosa para fazer crescer este blog bebé!
Se por saudade de mar, baste ir até Santos, bem pertinho e com um mar tão lindo :)))

Beijo

Dédalus disse...

Gracias por dejarte ver por mi alféizar, Sonia. Tu blog, tus palabras y tus fotografías trasmiten mucha serenidad.
Espero que hayas disfrutado del mar...

Um beijo!

sonia disse...

JG,
tem razão, eu bem que poderia dedicar mais tempo a esse espaço. Mas prometi que virei só quando tocar o sininho...não quero sentir que "preciso" fazer mais nada...estou me dando tão bem assim, amigo :-)). Hoje enfiei a máquina fotográfica numa bolsinha que levo a tiracolo e disse: vou tirar foto dessas arvorezinhas. Amanhã quem sabe, volto com mais alguma coisa que me tocou. E o sininho vai tocar também.
beijos,
Sônia

sonia disse...

Dédalus,
devia haver uma palavra tão linda para significar alféizar em Português. Mas acredito que não há. Precisamos dizer "vão da janela", que pena. Pode ter certeza que eu venho ver a vida um pouco pelo seu alféizar, também!
Beijos,
Sônia